.

.

quinta-feira, 6 de julho de 2017

Subsede de Piracicaba entrega jornal


Reforma trabalhista, não! O SEAAC de Americana e Região continua distribuindo o jornal confeccionado em parceria com a FEAAC.

O material explica e orienta os trabalhadores sobre a Reforma Trabalhista, que o Governo Federal tenta, à todo custo, aprovar. O jornal deixa claro, de forma didática, os prejuízos que a pretendida reforma traz aos trabalhadores.

Ontem (05) e hoje (06) foi intensificado o trabalho de distribuição na Subsede de Piracicaba. A equipe local do SEAAC esteve em escritórios, empresas e em pontos de concentração popular entregando o material, que é bem recebido pelos trabalhadores.

Acordo Coletivo Comissários e Consignatários

O SEAAC de Americana e Região, representado pela presidenta Helena Ribeiro da Silva, juntamente com os SEAACs de Santo André, Campinas, Taubaté, Santos, Sorocaba e Araraquara e a FEAAC (Federação dos Empregados de Agentes Autônomos do Comércio do Estado de São Paulo), tiveram mais uma rodada de negociação com o setor patronal de comissários e consignatários. A reunião, para renovação do Acordo Coletivo,  que inclui os empregados em casas lotéricas, aconteceu ontem (4) à tarde na Capital.

O Sincoesp (Sindicato Patronal) que inicialmente pretendia retirar 22 cláusulas do Acordo Coletivo, recebeu negativa dos representantes dos empregados e passou a discutir somente o ajuste de redação de três cláusulas constantes da Convenção Coletiva. Na questão do aumento salarial, ficou definido que os representantes patronais apresentarão um índice definitivo na próxima sexta-feira, dia 7. Na mesma ocasião, será apresentada a proposta de PPR (Programa de Participação nos Resultados).

A presidenta do SEAAC de Americana e Região, Helena Ribeiro da Silva, avaliou que esta última reunião serviu para destravar alguns pontos conflitantes e espera que o índice a ser proposto na sexta-feira seja suficiente para o fechamento do Acordo Coletivo. “A data-base é primeiro de maio. Apesar de termos a data-base garantida, os empregados esperam ansiosos o encerramento das negociações”.

SEAAC esclarece categoria sobre reforma trabalhista


O SEAAC de Americana e Região intensificou esta semana a entrega de um jornal, produzido em parceria com a Federação dos Empregados de Agentes Autônomos do Comércio do Estado de São Paulo (FEAAC), que traz esclarecimentos e informações sobre o projeto de reforma trabalhista. O material está sendo entregue em empresas, escritórios de contabilidade, lotéricas e locais de concentração popular. O objetivo é desmentir anúncios do Governo Federal que enaltecem a importância da reforma como geradora de empregos e outros benefícios aos trabalhadores.

Na manchete, por exemplo, o jornal explica que foram modificados cerca de 100 artigos da CLT e alterados outros 200 dispositivos, “que descontroem totalmente o espírito das relações trabalhistas e não geram emprego. Pelo contrário, tende a aprofundar a recessão e manter fora do mercado 14 milhões de trabalhadores”. O texto prossegue destacando que a pretendida reforma traz insegurança jurídica, tanto para empresas como trabalhadores, “pois retira do mercado empregados com contrato e remete-os a relações trabalhistas sem garantia de direitos, o que futuramente irá obrigá-los a buscar a Justiça”.

Entidades como a Associação Nacional dos Procuradores do Trabalho, Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho, Associação Brasileira de Advogados Trabalhistas, Sindicato Nacional dos Auditores do Trabalho, Associação Latino-Americana de Advogados Trabalhistas, Associação Latino-Americana de Juízes do Trabalho e Associação Luso-Brasileira de Juristas do Trabalho também assinam o documento contrário às reformas.

Mínimo 2018


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...