Um feliz Natal para você

Um feliz Natal para você

terça-feira, 1 de março de 2016

SEAAC promove curso de cálculos trabalhistas em Americana

O SEAAC de Americana e Região realiza no próximo dia 8 de março, no Nohotel,  o módulo 1 do Curso de Cálculos Trabalhistas.  O curso é ministrado pelo especialista em direito trabalhista e previdenciário e consultor  da IOB, Gilson Novaes. O evento é destinado a profissionais da área de recursos humanos e departamento pessoal de empresas e escritórios contábeis. As inscrições para sócios do Sindicato é  gratuita. Já os  não associados pagam taxa de R$ 120,00.  As inscrições podem ser feitas pelo site do SEAAC ou na sede da entidade, na rua Bolívia, 186, em Americana.

Neste primeiro módulo (o segundo módulo acontece em 15 de abril) o professor trará ensinamentos em relação ao cálculo de salários em suas diversas situações, como adicional noturno, horas extras, insalubridade, periculosidade e comissões. Gilson disse que os erros em cálculos de folha de pagamento são muitos, principalmente com relação ao adicional noturno. “Minha função é eliminar dúvidas e, por consequência erros, deixando os profissionais bem preparados para o desempenho de suas funções, evitando problemas para a empresa e para o trabalhador”, avalia.

A presidenta do SEAAC, Helena Ribeiro da Silva, observa que no dia a dia dos Sindicatos muitas homologações apresentam cálculos incorretos, resultando em futuras ações trabalhistas. “O curso ajuda a reduzir estes erros. Os cálculos não são fáceis. Existem muitos adicionais e os profissionais da área precisam estar sempre se aperfeiçoando. Nos preocupamos com a qualificação profissional”, comenta.

O curso atenderá os profissionais de Americana e micro região, compreendendo Hortolândia, Nova Odessa, Santa Bárbara d’Oeste e Sumaré. As vagas são limitadas.

A hora delas!

Que as brasileiras vão mais ao médico dos que os homens, já era de se esperar, mas isso foi comprovado pela Pesquisa Nacional de Saúde, divulgada em junho de 2015, realizada em conjunto pelo Ministério da Saúde e pelo IBGE.

No resultado, 71,2% dos entrevistados haviam se consultado pelo menos uma vez nos últimos 12 meses, sendo que entre as mulheres o índice chegou a 78%, contra 63,9% dos homens. 

Essa é uma das razões que levaram ao aumento da expectativa de vida delas, segundo a última PNAD. Em 1980, a mulher vivia, em média, até os 65 anos de idade, em 2010, a estimativa subiu para 77 anos de idade. 

Combatendo o mosquito!

Fonte: SPM/PR

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...