.

.

quarta-feira, 14 de maio de 2008

Licença Maternidade

Comissão de seguridade aprova ampliação

A Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira (14), o Projeto de Lei 2.513/07, do Senado (PLS 281/05), que concede incentivo fiscal a empresas que prorrogarem a licença-maternidade por mais 60 dias.

De acordo com a proposta a licença poderá chegar a seis meses. A proposta, que tramita em caráter conclusivo, ainda precisa ser analisada pelas comissões de Finanças e Tributação; e Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.A relatora, deputada Rita Camata (PMDB/ES), ressaltou a importância da proposta, argumentando que a presença da mãe nos primeiros meses de vida dos filhos é fundamental no processo de formação da criança. A parlamentar ainda lembrou que 80 municípios e 8 estados já têm leis próprias ampliando a licença para 6 meses.
.
Conquista familiar
Camata considera a proposta a maior conquista das famílias desde a promulgação da atual Constituição (1988), quando a licença foi ampliada de 90 para 120 dias. Tanto ela quanto o presidente da Comissão de Seguridade Social e Família, deputado Jofran Frejat (PR/DF), foram autores da proposta de ampliação da licença, durante a Constituinte.Pelo projeto, para ter direito ao benefício, a empregada deverá requerer a prorrogação da licença até o final do primeiro mês após o parto. O projeto também estende o direito à mãe adotiva.

A matéria que tem como autora a Senadora Patrícia Saboya (PDT/CE), foi idealizada pela Sociedade Brasileira de Pediatria. O projeto segue para Comissão de Finanças e Tributação da Casa.
André Santos / Agência Câmara

28 de Maio

As centrais sindicais estão prontas para deflagrar paralisações nas fábricas e nas empresas, realizar manifestações e atos públicos, fechar estradas e parar ruas e avenidas nas cidades, mobilizando os trabalhadores para a conquista da redução da jornada sem redução de salários, para a geração de novos empregos.
As mulheres trabalhadores estarão fazendo sua parte!

Aposentadas(os) perdem 10 bilhões com Fator Previdenciário

Histórico defensor de mulheres e homens trabalhadores, idosos, negros, índios e servidores públicos, o senador Paulo Paim (PT/RS) disse nesta terça-feira (13) que já retiraram R$ 10 bilhões dos trabalhadores com o famigerado Fator Previdenciário.

A regra, criada durante a gestão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, penaliza os trabalhadores no momento em que mais precisam de apoio e assistência, a aposentadoria ou recebimento de pensão.
Fonte: Diap
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...