Um feliz Natal para você

Um feliz Natal para você

terça-feira, 2 de maio de 2017

Data Base: SEAAC realiza assembleia de contabilidade e assessoramento

Helena espera presença do trabalhador na assembleia
O SEAAC de Americana e Região realiza nesta quarta-feira, dia 3, às 17h30, em sua sede (Rua Bolívia, 186, Vila Cechino, Americana) a assembleia para discussão e votação da pauta de reivindicações 2017-2018, para os empregados em contabilidade e assessoramento. A data-base da categoria é 1º de agosto. Aprovada pelos trabalhadores o SEAAC protocola as reivindicações junto ao Setor Patronal e inicia as negociações. “Esperamos a presença dos nossos representados para que possamos discutir a pauta e levá-la à negociação com amplo apoio dos trabalhadores”, observou a presidenta do SEAAC, Helena Ribeiro da Silva.


Entre os principais itens da pauta constam o reajuste salarial de 10%; piso para oficce-boy, recepcionista, copeira, vigia, faxineiro, porteiro, auxiliar de serviços gerais, atendente de negócios, entrevistador de pesquisas de campo e atendente de telemarketing de R$ 1.300,00 e R$ 1.500,00 para demais funções;  adicional de permanência na mesma empresa de R$ 65,00 por triênio, auxílio creche de R$ 350,00 para filhos, inclusive adotados, dos 6 meses aos 7 anos e auxílio refeição de R$ 30,00 por dia trabalhado.

1º de Maio de 2017: A Greve de 28 de Abril continua

O dia 28 de abril de 2017 entrará para a história do povo brasileiro como o dia em que a maioria esmagadora dos trabalhadores disse NÃO à PEC 287, que destrói o direito à aposentadoria, NÃO ao PL 6787, que rasga a CLT e NÃO à lei 4302, que permite a terceirização de todas as atividades de uma empresa! 

Sob a palavra de ordem “Em 28 de abril vamos parar o Brasil” todas as centrais sindicais e suas bases se mobilizaram, de norte a sul do país, impulsionando uma imensa paralisação das atividades e grandes manifestações de protesto. 

Trabalhadores dos transportes urbanos, das fábricas, comércio, da construção civil, prestadores de serviços, escolas, órgãos públicos, bancos, portos e outros setores da economia cruzaram os braços. E este ato contou com o apoio dos movimentos sociais, como a UNE, de entidades da sociedade civil como a CNBB, a OAB, o Ministério Público do Trabalho, associações de magistrados e advogados trabalhistas, com o apoio dos nossos companheiros do movimento sindical internacional, e contou também com uma enorme simpatia popular.

Impacto da Reforma Trabalhista na vida das Trabalhadoras

O texto final do projeto de lei nº 6787/2016 que trata da Reforma Trabalhista apresenta em geral grande retrocesso aos diretos de todos os trabalhadores e afetam diretamente as mulheres. Ainda que se enxergue tímidos avanços, tais mudanças fragilizam a ocupação da mulher no mercado de trabalho.

Dentre as principais medidas vale ressaltar a questão da mulher no trabalho insalubre, se antes o texto proposto pelo relator, deputado Rogério Marinho (PSDB-RN) condicionava que as mulheres grávidas poderiam trabalhar em local insalubre salvo por recomendação médica, o texto final aprovado na madrugada dessa quarta-feira (26) classifica as atividades insalubres em graus e o afastamento da trabalhadora das atividades mediante recomendação médica.

O texto final defini sobre o adicional de insalubridade à gestante ou à lactante, pontuando que cabe a empresa pagar esse adicional, efetivando-se a compensação. Compreende que caso seja necessário o afastamento das atividades insalubres pela gestante ou lactante essa receberá a classificação de gravidez de risco e ensejará a percepção de salário-maternidade durante o período de afastamento. A proposta anterior não garantia o adicional de insalubridade o que refletia no benefício da licença-maternidade.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...