Um feliz Natal para você

Um feliz Natal para você

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Helena participa da 5ª Marcha das Margaridas


A 5ª Marcha das Margaridas, é um evento que acontece desde o ano 2000, sempre no dia 12 de agosto, para lembrar a morte da trabalhadora rural e líder sindicalista Margarida Maria Alves, assassinada em 1983, quando lutava pelos direitos dos trabalhadores na Paraíba.

A Marcha deste ano contou com mais de 30 mil pessoas que caminharam pela luta dos direitos das mulheres por mais educação, mais políticas públicas para o campo. A Manifestação teve apoio de estudantes universitárias, sindicalistas e grupos feministas. O trajeto escolhido partiu do Estádio Nacional Mané Garrincha e foi até o Congresso Nacional, onde as participantes se concentraram e pediram maior apoio às suas causas. Durante todo o evento, políticos marcaram presença em apoio às mulheres e caminharam junto as mulheres

As representantes dos sindicatos filiados à FEAAC, incluindo Helena Ribeiro da Silva, presidenta do SEAAC, tiveram presença marcante na caminhada e na luta por seus direitos, para garantir maior igualdade de gênero, mais creches para seus filhos, igualdade salarial e maior inclusão e participação da mulher na política brasileira.

Fechado acordo de Comissárias de Despachos

Fonte: FEAAC
Atenção trabalhadores! Fechado o reajuste salarial em 9,31%. Veja esta e outras cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho com vigência de 1º de julho de 2015 a 30 de junho de 2016:
 
*Cláusula Pisos Salariais: Ficam estabelecidos como pisos salariais as seguintes faixas:
- Parágrafo primeiro - Para as funções de Office-boy, Faxineiro, Copeiro independente da idade o piso salarial será de R$ 901,26 (novecentos e um reais e vinte e seis centavos);
- Parágrafo segundo - Para as demais funções, independente da idade, o piso salarial será de R$ 1.181,09 (um mil cento e oitenta e um reais e nove centavos).
 
*Cláusula Reajustes/Correções Salariais: Os salários de 1º (primeiro) de julho de 2014, assim considerados aqueles resultantes da aplicação integral da norma coletiva do mesmo ano, serão majorados, na data-base, em 9,31% (nove inteiros e trinta e um centésimos por cento).
- Parágrafo Primeiro: Não poderão ser compensadas as alterações salariais resultantes de abonos salariais decorrentes de lei, término de aprendizagem, promoções, ajustes de acordo de salários, transferência de cargo, função ou localidade, equiparação salarial, aumento real ou meritório;
- Parágrafo Segundo: As antecipações salariais, espontâneas ou compulsórias concedidas no período entre a datas-bases poderão ser compensadas quando da aplicação do percentual previsto no "caput".
 

Centrais sindicais aceitam, com ressalvas, plano de proteção do emprego

Em nome da preservação dos postos de trabalho e numa situação temporária e excepcional, a maioria das centrais sindicais presentes nesta terça-feira (11) à audiência pública da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa (CDH) sobre desemprego manifestou apoio à MP 680/2015, que criou o Programa de Proteção ao Emprego (PPE). A medida permite a redução da carga horária e dos salários dos trabalhadores em períodos de crise, mas com um auxílio pago pelo Estado por meio do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Uso do Whatsapp no trabalho pode dar demissão; veja regras e riscos

Fonte: Fecomerciários c/informações G1
O aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp, assim como as demais redes sociais, agiliza a comunicação entre as pessoas em qualquer lugar e hora. Mas, quando se trata do uso do aplicativo no trabalho, é preciso cuidado e bom senso. A regra vale tanto para o empregado quanto para o empregador.

Segundo o advogado trabalhista Bruno Gallucci, do escritório Guimarães & Gallucci, com a popularização do WhatsApp aumentou o número de ações trabalhistas na Justiça. Isso principalmente porque é cada vez mais comum que os profissionais, depois do horário do expediente, continuem sendo acionados pelo empregador para resolver questões do trabalho por meio do aplicativo. “As conversas fora do expediente de trabalho podem servir de prova e, dependendo do caso, abrem caminho para pedido de horas extras”, explica.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...