Um feliz Natal para você

Um feliz Natal para você

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Americana divulga Campanha dos 16 dias de ativismo mundial pelo fim da violência contra as mulheres

A Secretaria de Ação Social e Desenvolvimento Humano de Americana, em parceria com o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (CMDM), está divulgando a Campanha dos 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra as mulheres, visando a conscientização da sociedade sobre os direitos humanos e os marcos de luta das mulheres. A Campanha foi lançada em 1991, por 23 mulheres de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (Center for Women’s Global Leadership), com o objetivo de promover o debate em sociedade e denunciar as várias formas de violência contra as mulheres no mundo.

Pesquisa mostra desinformação e preconceito entre jovens de 18 a 29 anos

Agência Brasil - Aline Valcarenghi
Pouco mais de quatro em cada dez jovens entre 18 e 29 anos concordam, total ou parcialmente, com a ideia de que mulheres que se vestem de forma insinuante não podem reclamar se sofrerem violência sexual e pouco mais de 10% são indiferentes a esse tipo de violência. É o que mostra a pesquisa Juventude, Comportamento e DST/Aids, encomendada pela Caixa Seguros, aprovada pelo Comitê de Ética da Faculdade de Medicina da Universidade de Brasília e feita com o acompanhamento da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) e do Departamento de Doenças Sexualmente Transmissíveis e Aids (DST/Aids) e Hepatites Virais do Ministério da Saúde. Os resultados mostram alto grau de desinformação, preconceito de gênero e contra homossexuais.

Para o coordenador da pesquisa, Miguel Fontes, que é doutor em saúde pública, o machismo ainda está muito presente entre os jovens, “principalmente os homens”. Pouco mais de 9% dos entrevistados concordam ou são indiferentes ao fato de um homem agredir uma mulher porque ela não quis fazer sexo e pouco mais de 11% têm a mesma opinião com relação a homens que batem na parceira que o traiu.

Para a socióloga do Centro Feminista de Estudos e Assessoria (Cfemea) Jolúzia Batista, essa geração de jovens sofreu um avanço conservador nos últimos anos. Na sua opinião, uma educação não sexista nas escolas é fundamental para mudar esse cenário. “Nós vemos que hoje a violência surge como uma forma de colocar a mulher nos trilhos, de corrigi-la. É preciso investir em educação para mudar isso“, defende.

Comissão da ONU aprova resolução histórica em defesa dos direitos das mulheres

Agência Brasil
Comissão sobre direitos humanos da Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU) adotou uma resolução histórica em defesa dos direitos das mulheres, apesar de uma forte campanha contra o texto. Para conseguir aprovação por consenso, os promotores da resolução, liderados pela Noruega, tiveram de retirar um parágrafo que condenava "todas as formas de violência contra as mulheres".

A resolução apela para que todos os países condenem publicamente a violência contra os defensores dos direitos das mulheres, modifiquem legislações nacionais que os impeçam de atuar e facilitem o acesso gratuito dos militantes aos organismos das Nações Unidas.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Na pista dos bilhões do BNDES

Ag Pública - Bruno Fonseca e Jessica Mota
A rotina se repetiu durante oito semanas: abarrotamos a pasta de downloads com planilhas e relatórios anuais, enviamos uma dezena de pedidos de acesso à informação e entrevistas, e consultamos uma série de organizações nacionais e estrangeiras. 

Queríamos algo bem simples: listar todos os investimentos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em projetos de infraestrutura na região amazônica. Ou seja, apenas uma fração do desembolso total, mas uma parte importante para entendermos a estratégia e os impactos reais deste banco público cujo objetivo é fomentar o desenvolvimento. 

Chegamos à triste conclusão: o BNDES é tão pouco transparente que é impossível que um cidadão saiba o que acontece com os bilhões e bilhões de reais que impulsionam a infraestrutura brasileira e a expansão de empresas nacionais no exterior.

Leia a íntegra na Ag. Pública

Educação define calendário para o ano letivo 2014

O ano letivo de 2014 para a Rede Municipal de Educação vai começar no dia 10 de fevereiro para aproximadamente 14 mil estudantes de Americana. A data vale tanto para o calendário da Educação Infantil como para o do Ensino Fundamental, reunindo ao todo 57 unidades escolares. Os professores retornarão um pouco antes, no dia 5 de fevereiro, para realizar o planejamento de aulas. Serão 200 dias letivos, com o último deles programado para o dia 15 de dezembro. Apesar de se tratar de ano de Copa do Mundo, os jogos da competição terão poucos reflexos na rotina escolar. 

Em relação aos jogos do Mundial de futebol, na data marcada para a abertura, ou seja, dia 12 de junho, não haverá aulas. Nos dias 17 e 23, datas nas quais a Seleção Brasileira volta a campo para os dois outros jogos da primeira fase, os alunos serão dispensados antes do horário normal do término das aulas para que possam acompanhar as partidas em suas casas. 

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

STF começa a decidir se bancos devem pagar perdas com planos econômicos

O Supremo Tribunal Federal começa a analisar hoje (27) se os bancos devem pagar a diferença das perdas no rendimento de cadernetas de poupança causadas pelos planos econômicos Cruzado (1986), Bresser (1998), Verão (1989), Collor 1 (1990) e Collor 2 (1991). O plenário vai julgar cinco ações.

Emprego com carteira tem crescimento em relação a 2012

Segundo os dados divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego sobre o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), em outubro houve uma abertura de 94.893 vagas, um crescimento de 0,23% em relação ao mês anterior e de 29,4% em relação ao mesmo período do ano passado. Ao todo foram 1,8 milhão admissões com Carteira de Trabalho assinada e 1,7 milhão de desligamentos no período. No acumulado do ano o emprego cresceu 3,7%.

 Os setores que mais colaboraram para esse resultado foram o comércio, com a abertura de 52.178 vagas (+0,58%); a indústria de transformação, com 33.474 novos postos (+0,4%), melhor resultado dos últimos três anos; e serviços, responsável pela contratação de 32.071 pessoas (+0,19%). 

 Por motivos sazonais, o setor agropecuário registrou uma redução de 22.734 postos (– 1,36%). Ainda assim, os empregos formais no setor tiveram um aumento de 2.512 postos no ramo de cultivo de soja. A Construção Civil também foi outro setor que apresentou uma redução nos empregos formais com o fechamento de 2.152 postos de trabalho (-0,07%).
Fonte: Ag. Brasil

terça-feira, 26 de novembro de 2013

SEAAC AM participa de Seminário sobre 7 anos da lei Maria da Penha


Dirigentes do SEAAC de Americana e Região, que também representaram a FEAAC, estiveram no Seminário de sete anos da Lei Maria da Penha, realizada pela Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, em comemoração ao sétimo ano de promulgação da Lei. O evento, realizado nesta segunda-feira, dia 25, ocorreu no Auditório Paulo Kobayashi da Assembleia Legislativa.

A diretora do SEAAC de Americana e Região, Antonia Vicente, a socióloga e assessora da FEAAC, Daniela Carrara e Carla Massaro participaram do seminário deputadas (procuradoras especiais da Mulher e da Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos das Mulheres), representantes do Tribunal de Justiça e do Poder Executivo.

A professora e pesquisadora do Núcleo de Estudos da Violência da Universidade de São Paulo (USP), Wânia Passinato, iniciou o cronograma de palestra falando sobre os sete anos da Lei Maria da Penha. A pesquisadora expôs ações e medidas protetivas abordadas na legislação e apontou as dificuldades e deficiências encontradas no momento de sua aplicação nos casos registrados.


Além da palestra da pesquisadora Wânia, o seminário contou com palestras de abordagens judiciais, prevenção, rede de atendimento e delegacias da mulher.
Fonte: Feaac

Cartilha Eu e meu Empego

A Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho do Ceará, produziu a Cartilha dos Direitos Trabalhistas - Eu e Meu Emprego

 A finalidade é divulgar, de forma clara, concisa e objetiva, os direitos básicos dos trabalhadores (urbanos e rurais), incluindo-se as regras que tratam de direito ao salário mínimo, jornada de trabalho, horas extras, FGTS, seguro desemprego, anotação de Carteira de Trabalho, Previdência Social, licenças paternidade, maternidade, para tratamento de saúde e acidente do trabalho.

Começaram os 16 Dias de Ativismo pelo fim da violência contra a mulher.

Começaram os 16 dias de ativismo internacional pelo fim da violência contra a mulher. Entidades sindicais, prefeituras e governos dos Estados realizarão uma série de atividades voltadas para prevenir, combater e discutir a desigualdade de gênero e a violação do direito das mulheres.

O Fórum Nacional de Mulheres Trabalhadoras das Centrais Sindicais reunido no último dia 11 de novembro em São Paulo debateu a importância da nossa veemente atuação, durante os 16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher. A data de 25 de novembro como símbolo da luta a Não Violência Contra a Mulher, foi criada em 1991 por 23 feministas de diferentes países, reunidas pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL), localizado nos EUA. Trata-se de uma mobilização educativa e de massa, que luta pela erradicação desse tipo de violência e pela garantia dos direitos humanos das mulheres, hoje lembrado em mais de 159 países. (25/11 a 10/12).

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Toda Mulher tem direito a uma vida sem violência!


Dia Nacional do Doador de Sangue - Pratique Cidadania. Seja um DOADOR!


Auxiliando na sobrevida e no tratamento de várias doenças, doar sangue é um simples gesto que pode salvar muitas vidas. Para celebrar a data e destacar a importância da atitude, o Dia Nacional do Doador Voluntário de Sangue é comemorado nesta segunda-feira, 25 de novembro.

Neste mês, o Ministério da Saúde ampliou para 69 anos a idade máxima para doar sangue no Brasil, aumentando em dois milhões o público potencial de doadores. No ano passado, o setor já havia reduzido a idade mínima para doação de 18 para 16 anos. Atualmente, 1,5% da população é doadora de sangue no Brasil, sendo que o ideal seria 3%.

O processo da doação é simples e pode ser feito nos hemocentros e núcleos de hemoterapia distribuídos em todo o país. Entre as condições para uma pessoa doar sangue é preciso ser maior de idade, pesar mais de 50 kg, estar bem alimentado e não ter doado há menos de três meses, no caso das mulheres, e dois meses, no caso dos homens, além de apresentar documento de identificação com foto. Não podem doar pessoas que estejam com febre, tenham doenças graves como HIV positivo, hepatite ou malária, sangramentos no último mês ou que tenham realizado cirurgia de grande porte, tatuagem há pouco tempo ou relação sexual desprotegida.

Pratique Cidadania. Seja um DOADOR!

Excessos de horas extras gera danos existenciais

Horas extras em excesso. Anos e anos sem férias. A falta de tempo para a família, lazer e estudo tem levado trabalhadores à Justiça para pedir indenização por um novo tipo de dano: o existencial. Normalmente negado em primeira instância, o pedido vem sendo aceito em tribunais regionais do trabalho (TRTs) e há pelo menos um precedente do Tribunal Superior do Trabalho (TST).

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Diretoria do SEAAC toma posse


Trabalhadores reféns em obras bilionárias na Amazônia

Sítio Pimental
Fonte: Pública/Bruno Fonseca e Jessica Mota
Mortes no Maranhão, trabalhadores forçados por soldados da Força Nacional a permanecerem em canteiro de obras em Belo Monte. Acusados de violar direitos trabalhistas, megaempreendi-mentos recebem financiamento do BNDES.

A hidrelétrica de Belo Monte, em construção, fica a cerca de 70 km da cidade de Altamira, no município Vitória do Xingu, no estado do Pará. O canteiro da obra pública mais cara e controversa do Brasil é formado por quatro sítios, Belo Monte, Canais e Diques, Pimental e Bela Vista. Ali, formam-se quase cidades paralelas, com transporte e alimentação fornecidos pelo Consórcio Construtor Belo Monte e comércio dentro dos canteiros.

Leia a íntegra

terça-feira, 19 de novembro de 2013

SEAAC AMERICANA, 22 anos a serviço do trabalhador!

Foto montagem LoonaPix
Dia 19/11/1991 foi realizada a assembléia de fundação do SEAAC de Americana, fruto da necessidade imperiosa de haver uma entidade próxima aos trabalhadores da cidade. 

É por existir o SEAAC que hoje todo trabalhador tem garantido representantes qualificados para negociar salários e condições de trabalho com os patrões; piso salarial maior que o salário mínimo; reajustes salariais acima da inflação; e outros benefícios que estão nas convenções coletivas de trabalho, afinal a razão de ser do sindicalismo é a defesa dos interesses dos trabalhadores. 

Helena Ribeiro da Silva, fundadora do SEAAC AM e presidenta da entidade em todas as gestões, juntamente com as diretorias passadas e atual sentem orgulho da entidade que está sendo construída junto com seus associados! 

Parabéns a todos que fazem parte desta história!

Prazo para aposentados pedirem revisão de benefício acaba em dezembro


Fonte: A Gazeta
O prazo de 10 anos para exigir do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) o recálculo da aposentadoria deve provocar uma corrida à Justiça. Só no Estado, mais de 2,8 mil segurados têm este mês e dezembro para buscar a revisão do benefício. No ano que vem, o tempo limite para solicitar reavaliação dos pagamentos acaba para mais de 20 mil beneficiários.

A mudança na regra foi aprovada em outubro pelo Supremo Tribunal Federal (STF). No Estado, pelo menos 16.255 aposentadorias e pensões liberadas entre janeiro e outubro de 2003 não podem mais ser avaliadas. Estão fora da prescrição apenas os casos de segurados que já abriram processo administrativo ou judicial antes que os 10 anos de benefício fossem completados

Mapas ajudam a explicar o mundo!

Na última semana, o site do jornal Washington Post publicou uma matéria com 40 mapas que explicam o mundo. Vale uma espiada!
Países onde as pessoas se sentem mais amadas

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Mulher perde até 40% da renda com fator previdenciário

O fator previdenciário é a fórmula aplicada na hora do cálculo da aposentadoria por tempo de contribuição. Ele considera a idade, expectativa de vida e o tempo pelo qual o segurado pagou o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) – até o momento em que deu entrada no benefício. O fator, que achata o valor das aposentadorias em torno de 30%, é ainda mais prejudicial para as mulheres. De acordo com especialistas, elas podem perder até 40% do valor mensal, enquanto os homens recebem, em média, 28% a menos.

Isso acontece pelo fato de que o tempo de contribuição para a mulher é de 30 anos, cinco a menos do que para os homens, o que impacta diretamente no fator, conforme explica o advogado previdenciário Thiago Luchin, do escritório Aith, Badari e Luchin Sociedade de Advogados.

“Como a idade e o tempo mínimo para a mulher se aposentar são menores, consequentemente o fator previdenciário terá um coeficiente menor, o que multiplicado pela média dos salários irá prejudicar a trabalhadora.”

Todo trabalhador deve saber sobre salário...

Fonte: TRT10

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Trabalhador negro ganha 36% menos que o não negro

Estudo divulgado quarta-feira (13/11) pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos - Dieese mostra que um trabalhador negro recebe em média um salário 36,1% menor que o de um não negro, independentemente da região onde mora ou de sua escolaridade. Segundo o estudo, a diferença salarial e de oportunidades de trabalho são ainda maiores nos cargos de chefia. 

O trabalhador negro encontra dificuldades ao longo de toda a sua vida profissional, desde o momento de conseguir um emprego até nas oportunidades para progredir na carreira. A pesquisa aponta ainda que os negros se concentram nas ocupações de menor prestígio e valorização como pedreiros, serventes, pintores, caiadores e trabalhadores braçais na construção, faxineiros, lixeiros, serventes, camareiros e empregados domésticos. 

O Dieese diz que as políticas de ação afirmativa como as cotas raciais nas universidades ajudam a dar mais oportunidades de trabalho e estudos para a população negra, mas será necessário a criação de cotas nas empresas para que este público seja efetivamente atendido.
Fonte/Foto: Força Sindical

Mediação, Conciliação, Arbitragem

Fonte: TRT10

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Novos Convênios em Limeira

Isca Faculdades
Rodovia Limeira – Piracicaba 
Fone: (19) 3404-4700
20% desconto sócios e dependentes


Colegio Adventista de Limeira
Av: Fabricio Vampré nº 2090 Jardim São Paulo
Fone: (19) 3451-6811 e 3441-7959
Tabela de preços disponivel no SEAAC

FAAL – Fauldade de Administração e Artes de Limeira
Av: Engenheiro Antonio Eugenio Lucatto, 2515 Vila Camargo
Fone:  0800 7700047

10% Desconto sócios e dependentes

ATENÇÃO: A partir de janeiro/2014 estaremos disponibilizando através da União Sindical, parceria com a Bucal Help. Ligue para maiores detalhes.

Manifestações aconteceram por todo país

Foto Força Sindical
As Centrais Sindicais fizeram manifestações para reivindicar o fim do fator e a correção da tabela do imposto de renda, que corrói o salário dos trabalhadores.

O Dia Nacional de Mobilização com o tema “O Brasil contra o Fator Previdenciário e pela Correção da Tabela do IR” aconteceu saimultaneamente em vários estados, em 12 de novembro.

No próximo 26 de novembro, as centrais sindicais se manifestarão em conjunto novamente, desta vez em Brasília, pela redução da taxa de juros.

Governo investe no INSS para reabilitar trabalhador acidentado

Diário do Litoral 13nov2013

Todo trabalhdor deve saber sobre intervalo...

Fonte: TRT10

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Helena participa do 7º Encontro de Mulheres EAA da região de Araraquara.

Dia 9 de novembro as trabalhadoras da categoria dos Empregados de Agentes Autônomos do Comércio e associadas ao SEAAC de Araraquara e Região puderem se conhecer melhor e entender ainda mais as diferenças entre homens e mulheres dentro e fora do mercado de trabalho. O SEAAC realizou o 7º Encontro Regional da Mulher EAA com palestra da psicóloga Camila Guskuma Sambataro, que abordou o tema ‘Igualdade Salarial entre homens e mulheres: um desafio para o movimento sindical’. O evento ocorreu no SESC Araraquara.

Helena Ribeiro da Silva, diretora da Secretaria Geral da FEAAC, representando o presidente da Federação, Lourival Figueiredo Melo, cumprimentou as trabalhadoras que participaram do Encontro e comemorou a chegada as novas trabalhadoras. “A participação das mulheres no mercado de trabalho, crescente a cada dia não melhorou as condições de trabalho, como carga horária e salários. Portanto a luta sindical deve ser incansável em busca de um caminho que priorize uma negociação que permita a igualdade de gênero, tanto no universo público quanto no privado”, destacou a dirigente que também é presidenta do SEAAC de Americana e Região e secretária estadual de Políticas para Mulheres da Força Sindical SP.

Helena é a nova Secretária Estadual de Políticas para Mulheres da Força Sindical SP

Durante encontro das mulheres da Força em São Pulo foi apresentada a nova Secretária Estadual de Políticas para Mulheres da Força Sindical São Paulo, Helena Ribeiro da Silva, que também é presidenta do SEAAC de Americana e diretora da Secretarial Geral da FEAAC.

A sindicalista agradeceu o apoio e reafirmou o compromisso de cumprir com a sua missão a frente da secretaria. “Vamos defender os interesses das mulheres em São Paulo com o apoio de todas as sindicalistas”.

Também foi definido e apresentado o calendário de atividades do “16 Dias de Ativismo” que será realizado pelo Fórum Nacional de Mulheres das centrais sindicais, do qual a Força Sindical faz parte.

Dados do Fórum Nacional de Segurança Pública: 50 mil casos de estupro no Brasil no ano de 2012

O Globo
(...) Este número aberrante não deveria cair no esquecimento como uma má notícia entre outras. Cinquenta mil americanos morreram na Guerra do Vietnam e isso mudou a América. Aqui 50 mil mulheres são violadas por ano e a sociedade assiste em silêncio.

(...) Um caso isolado de estupro é uma tragédia que o senso comum põe na conta de algum tarado que ninguém está livre de encontrar numa rua deserta. São psicopatas que agem por repetição à semelhança dos serial killers. Requintados torturadores, desprovidos de culpa ou remorso, são descobertos e presos. Quando saem, reincidem.


Cinquenta mil casos têm outro significado. A psicopatia não explica. Configura-se uma tara social, uma sociedade que convive com a violência sexual com uma naturalidade repugnante. São milhares de estupradores que, assim como os torturadores, transitam entre nós como gente comum. Estão nas ruas, nas festas, nos clubes, lá aonde todos vão, e passam despercebidos. Estão nas famílias e nas vizinhanças onde mais frequentemente agem — suprema covardia — aproveitando-se da proximidade insuspeita com a vítima. (...)

Todos tem direito a uma vida em violência!


Edição especial marca os 40 anos do Jornal da CNTC


Para celebrar os 40 anos do seu informativo, a CNTC lançou uma edição comemorativa e histórica, que traz a primeira capa do jornal da CNTC, datada de outubro de 1973, e tinha como manchete: “Salve empregados no comércio do Brasil!”. Quando foi lançada, a publicação chamava-se Jornal dos Trabalhadores no Comércio do Brasil.

Além da homenagem pelos 40 anos, o jornal traz a palavra do presidente Levi Fernandes Pinto, um resumo dos encontros de agosto e setembro da Agenda Positiva, a entrega das reivindicações dos trabalhadores aos congressistas Renan Calheiros e Eduardo Alves, a instalação da Frente Parlamentar em Defesa dos Comerciários em SP, entre outros assuntos de interesse dos comerciários.

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Mobilização amanhã pelo fim do fator e pela correção da tabela do IR

A Força Sindical e as demais centrais realizarão amanhã (12/nov), manifestações para reivindicar o fim do fator previdenciário, que achata as aposentadorias, e pela correção da tabela do Imposto de Renda (IR), que corrói o salário dos trabalhadores. 

Todo trabalhador deve saber sobre tempo de serviço...


sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Aposentadoria Especial para deficientes

Diário do Litoral 8nov2013

Fórum Nacional de Organismos de Políticas para Mulheres

O fortalecimento de ações intersetoriais nos municípios e estados foi uma das propostas apresentadas durante a realização do Fórum Nacional de Organismos de Políticas para as Mulheres, promovido de 29 a 31 de outubro, em Brasília. Com o tema "As Agendas Transversais e as Políticas para as Mulheres", o evento reuniu mais de 300 gestoras estaduais e municipais para que os Organismos de Políticas para as Mulheres - OPMs possam criar mecanismos de gênero e sistemas integrados de monitoramento destas políticas para mulheres, segundo Léa Amábile, integrante do Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Americana e gestora de Políticas Públicas para Mulheres da Secretaria de Ação Social e Desenvolvimento Humano.

"Várias propostas foram apresentadas, dentre elas, a necessidade de um Fundo Nacional específico para as Políticas para as Mulheres, trabalho que deve ser feito em todos os níveis de governo e ser fortalecido tanto no Executivo como no Legislativo e a importância do fortalecimento de ações intersetoriais nos municípios e estados", disse Léa. 

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Feminismo pra quê? No Brasil, estupra-se mais do que se mata

05/11/2013 por Pátria Latina 
por Nádia Lapa/Carta Capital online

Segundo a 7ª edição do Anuário Brasileiro de Segurança Pública, em 2012 foram registrados 50.617 casos de estupro no país, número superior ao de homicídios dolosos (47.136). Isso significa que, a cada dia, 138 vítimas vão à polícia relatar um estupro. Por hora, seis pessoas buscam o Estado para procurar justiça.

O post poderia terminar no parágrafo anterior. Estes números deveriam ser capazes (e espero que sejam) de deixar qualquer pessoa alarmada. Mais do que isso: deveríamos passar a pensar em nós mesmos, em como podemos mudar este panorama assustador.

Todo trabalhador deve saber sobre insalubridade...

Fonte: TRT10

terça-feira, 5 de novembro de 2013

"Dumping"

Dumping é uma palavra inglesa que deriva do termo "dump" que, entre outros, tem o significado de despejar ou esvaziar. A palavra é utilizada em termos comerciais (especialmente no Comércio Internacional), para designar a prática de colocar no mercado produtos abaixo do custo com o intuito de eliminar a concorrência e aumentar as quotas de mercado.

O dumping é frequentemente constatado em operações de empresas que pretendem conquistar novos mercados internacionais. Para isso, vendem os seus produtos no mercado externo a um preço extremamente baixo, muitas vezes, inferior ao custo de produção. É um expediente utilizado de forma temporária sabendo que, posteriormente, irá ser praticado um preço mais alto que possa compensar a perda inicial.

Governo não tem vagas para treinar desempregados

As centrais sindicais consideram que o governo não tem estrutura para bancar cursos de qualificação profissional para os desempregados que pedirem o seguro-desemprego pela primeira vez. Pela atual regra, o curso é obrigatório quando o trabalhador solicita o benefício pela segunda vez em um prazo de dez anos.

A mudança, em estudo no Ministério da Fazenda, será discutida com os sindicalistas na segunda-feira e tem como objetivo controlar gastos públicos com o pagamento. No ano passado, 90 mil desempregados fizeram cursos de qualificação para conseguir receber o seguro.


Todo trabalhador deve sabe sobre férias...

Fonte: TRT10

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Cartilha: Para que serve e o que faz o movimento sindical

O Diap lançou a segunda publicação da série “Educação Política”. Trata-se da cartilha “Para que serve e o que faz o movimento sindical”. O objetivo desta cartilha, assim como a anterior (Noções de Política e Cidadania no Brasil), é estimular ações de cidadania e despertar os trabalhadores para a importância da militância sindical, chamando atenção para o papel dos sindicatos na construção de consciência da classe trabalhadora e, em consequência, na organização e fortalecimento das bases sociais da democracia.
Fonte: Ag. Diap

Governo desiste de mudanças na Previdência Social

Principal responsável pelo rombo nas contas públicas anunciado ontem, a Previdência Social ficará como está no restante do governo de Dilma Rousseff. Em entrevista ao Estado, o ministro da Previdência, Garibaldi Alves, afirmou que o governo desistiu de enviar ao Congresso medidas como mudanças nas regras de pagamento de pensão e uma alternativa ao fim do fator previdenciário, que poderiam melhorar o resultado das contas previdenciárias. "Não há condições políticas necessárias para se efetivar uma reforma dessa complexidade num ano eleitoral", disse.

A mudança no regime de pensionistas, na avaliação do ministro, pode ter mais apoio da sociedade, mas deverá enfrentar resistência no Congresso. "As pessoas não têm ideia de que financeiramente as pensões representam muito. A viúva, se casa novamente, usufrui; se os filhos se tornam autônomos, têm sua independência, ela usufrui. Eu sei que teria o apoio da opinião pública, mas num ano eleitoral não seria assimilado."

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Helena participa de homenagem aos Comerciários na Câmara Federal


A Câmara Federal prestou homenagem aos trabalhadores do comércio, dia 30 de outubro, quando se comemora oficialmente o Dia do Comerciário. A sessão solene contou com a presença de mais de 250 pessoas, dentre elas estava o Diretor Secretário da Confederação Nacional dos Trabalhadores no Comércio (CNTC), Lourival Figueiredo Melo, presidente da FEAAC e Helena Ribeiro da Silva, Diretora da Secretaria Geral da FEAAC e presidenta do SEAAC AM.

Os presentes ouviram o clamor dos deputados que apoiam as causas dos trabalhadores e as denúncias de exploração e injustiças cometidas contra os comerciários, a maior e uma das mais antigas categorias profissionais do país. Também participaram do evento Elizabete Pratavieira, diretora da Secretaria da Mulher da FEAAC e presidente do SEAAC de Campinas e Região; Antonia Vicente e Rosimeire Pereira, dirigentes do SEAAC de Americana e Luciana P. Franco, dirigente do SEAAC de Campinas.


Novembro Azul

Chegou a vez de engajar os homens na luta contra o câncer de próstata, o segundo mais comum e que mais mata.

Entre os fatores de risco está a idade avançada, já que esse tipo de câncer costuma se desenvolver após os 50 anos de idade, além do histórico familiar, fatores hormonais e ambientais, excesso de peso, sedentarismo e hábitos alimentares – como de uma dieta rica em gorduras e pobre em frutas, legumes e verduras.

Como o câncer de próstata se desenvolve apresentando sintomas apenas em estágios mais avançados, a prevenção é muito importante para garantir a eficácia do tratamento. Aproveite o Novembro Azul e faça um preventivo!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...