Um feliz Natal para você

Um feliz Natal para você

quinta-feira, 16 de março de 2017

SEAAC realiza Encontro da Mulher em abril

Dra. Tonia Galetti
Previdência e Mulheres
O SEAAC de Americana e Região realiza no dia 19 de abril o 8º Encontro Regional da Mulher, no Plenário da Câmara Municipal, a partir das 19 horas. O tema do encontro será “Reforma da Previdência – O Impacto na vida das mulheres”, com palestra sendo proferida pela advogada previdenciarista Tonia Galetti, professora de Direito Previdenciário e Coordenadora Jurídica do Sindicato Nacional dos Aposentados. O evento é aberto ao público e as inscrições podem ser feitas até o dia 13 de abril, no SEAAC.

“A cada dois anos realizamos o Encontro Regional da Mulher Trabalhadora EAA. Este ano escolhemos como tema a questão previdenciária por ser um assunto relevante no momento e pelo fato da proposta do Governo Federal atingir diretamente as mulheres. Além dos trabalhadores representados pelo SEAAC, abriremos o evento à participação popular, pois sabemos o quanto a proposta de reforma previdenciária preocupa a coletividade”, comentou a presidenta do SEAAC, Helena Ribeiro da Silva. “A Dra. Tônia é uma das maiores conhecedoras do tema no Brasil e sua vinda à Americana é uma grande oportunidade de debatermos a questão em alto nível”, completou.

Paulo Paim acredita que reforma trabalhista será 'mais cruel' que a da Previdência

Fonte: Agência Senado
Para o senador, os trabalhadores, cientes da dificuldade de trabalho após os sessenta anos de idade, já assimilaram a ideia de que será muito difícil conseguirem se aposentar.

Por esse motivo, Paulo Paim disse acreditar que a reforma trabalhista pode ser até mais cruel. Para ele, com a priorização dos acordos de trabalho em detrimento da lei trabalhista e a adoção do trabalho por hora, será questão de tempo o fim de direitos como o décimo-terceiro salário, horas-extras, um terço de férias e Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS).

E a tendência, na opinião do senador, é que um conjunto de outras reformas cristalize a ideia de precarização dos direitos previdenciários e trabalhistas, beneficiando apenas o capital financeiro.

— Por que a próxima reforma tributária, que está sendo trabalhada, já retira totalmente a contribuição do empregador sobre o faturamento e sobre a folha, também, e cria tipo uma CPMF, que vai gerar apenas mais ônus para toda a população, inclusive os mais pobres, que vão pagar também?


Trabalho escravo

Depressão no trabalho

Conselho Nacional de Justiça - CNJ

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...