.

.

quinta-feira, 26 de julho de 2018

Reunião UITA - Representante compara situação atual com ditadura


A presidenta do SEAAC de Americana e Região, Helena Ribeiro da Silva, participou ontem (25) pela manhã da reunião que tratou das reformas trabalhista e previdenciária no Brasil e seus impactos na América Latina. O evento ocorreu em Limeira e foi realizado pela USTL (União Sindical dos Trabalhadores de Limeira). A condução dos trabalhos foi feita por Gerardo Iglesias, Uruguaio, Secretário Geral da UITA (União Internacional dos Trabalhadores da Alimentação), que está no Brasil palestrando para entidades sindicais. 

Para Gerardo, “hoje a situação no Brasil encontra-se pior do que na ditadura militar, em virtude do cerceamento dos direitos individuais e coletivos”. Segundo ele, muitos tópicos da reforma trabalhista brasileira tem como fonte a espanhola, que provocou a precarização do trabalho, criou o sistema intermitente e reduziu a capacidade de ação dos sindicatos. “Hoje, 60% da juventude espanhola tem trabalho apenas por contrato de tempo determinado em 5 meses, o que gera aflição e impossibilidade de planejamento futuro de suas vidas”. 

Gerardo defende que os sindicatos brasileiros precisam resistir e investir na formação dos dirigentes, estudar fusões, desenvolver articulação conjunta, insistir nas denúncias internacionais (principalmente à OIT), desenvolver trabalho político e ampliar a agenda sindical. “A democratização das estruturas sindicais é uma forma de enfretamento ao que está aí, colocado e perverso”. 

A presidenta do SEAAC avalizou as propostas de Gerardo. Para Helena, é fundamental que os sindicatos, federações e confederações vá para as bases, instruir e trazer o trabalhador para perto da entidade. “Estou otimista e confiante. As dificuldades existem para ser enfrentadas e vencidas. Planejando ações com disposição e coragem sairemos fortalecidos nesta luta contra os setores retrógrados que querem o aniquilamento dos sindicatos, como caminho para dominar completamente os trabalhadores”, finalizou. Na reunião, Helena esteve acompanhada da empregada da sub sede de Limeira, Carla Massaro. 

Luciano Domiciano (assessoria de imprensa, 26 de julho)

SEAAC promove em agosto curso de e-Social em Americana, Limeira e Piracicaba

O SEAAC de Americana e Região realiza nos dias 22, 23 e 24 de agosto o curso “e-Social: Tarefas prévias para implantação”. Sempre com início às 8 horas e término às 15h30, o curso acontece dia 22 em Americana, dia 23 em Limeira e dia 24 em Piracicaba. O professor palestrante será Roberto Martins e as inscrições podem ser feitas acessando o site do SEAAC (www.seaacamericana.org.br) e preenchendo a ficha ou retirando-a na sede (Americana) e sub sedes (Limeira e Piracicaba) da entidade. Para sócios a participação é gratuita e os não sócios pagam R$ 250,00. 

O curso vai abranger desde a finalidade do e-social, passando por classificação e registro das informações, qualificação cadastral, eventos trabalhistas, transmissão de arquivo, cadastro de EPI, acidentes de trabalho, importação do SST, multas e penalidades, ambiente de trabalho, adicionais de insalubridade e periculosidade, terminando com uma dinâmica de grupo, estudo de caso e execução de exercícios. 

"As empresas de uma forma geral estão preocupadas com o e-Social e a forma de executar todas as rotinas com correção. Neste sentido, estamos trazendo um profissional muito experiente para qualificar os trabalhadores de nossa categoria, de forma que possam desenvolver na empresa que trabalham as atividades com segurança e sem margem de erro. O SEAAC atua muito fortemente no oferecimento de cursos de qualificação. Creio ser um dos nossos diferenciais”, comentou a presidenta Helena Ribeiro da Silva. 

ROBERTO MARTINS 
O professor palestrante Roberto Martins é especialista em relações do trabalho e certificado na implantação do e-Social. Auditor trabalhista, tem carreira consolidada na área de recursos humanos e administração de pessoal, desenvolvida em organizações, consultorias e empresas de grande porte. 

Luciano Domiciano (assessoria de imprensa, 26 de julho de 2018)

Mulheres negras se mobilizam para ampliar presença na política

Fonte: Ag Brasil
Ampliar o número de representantes negras na política institucional brasileira é o objetivo da campanha mulheresnegrasdecidem.org, lançada no Rio de Janeiro em comemoração ao Dia da Mulher Negra Latino e Caribenha, lembrado hoje (25), pela Rede Umunna. A meta é estimular mais mulheres negras a participar da política. 

De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as mulheres negras são menos de 1% na Câmara dos Deputados. Dos 513 parlamentares, 52 são mulheres, sendo 7 negras, segundo o critério do IBGE, que considera população negra a soma de pretos e pardos.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...