.ATENÇÃO!

Em atendimento ao determinado pelo Governo do Estado, que adotou novas medidas restritivas, na tentativa de conter o avanço da Pandemia do Covid 19, o SEAAC de Americana e Região manterá suspenso o atendimento presencial até 18/3.

Casos de urgência serão atendidos pelos e-mails e whatsapp da entidade.

Proteja sua saúde! Use máscara! Higienize as mãos!

Podendo, fique em casa! Todos pela vida!

terça-feira, 9 de março de 2021

E tem gente que não acredita!

Agenda de vacinação vai de mal a pior

Trabalho Na “Fase Vermelha”: Seaac promove palestra no Youtube sobre Alternativas Legais


Diante da nova classificação de todo o Estado de São Paulo, que até 19 de março estará na “Fase Vermelha” do plano para frear a transmissão do Covid 19, o SEAAC de Americana e Região convidou o especialista em Direito Trabalhista, Gilson Gonçalves, para uma palestra onde vai explicar, responder e discutir alternativas legais para empresas e empregados. A palestra acontecerá amanhã, 10 de março, às 20 horas, no Canal Youtube. Todos poderão ter acesso gratuito. Basta acessar na plataforma do Youtube o nome “Gilson Gonçalves” para, no horário programado, participar do evento. 

 “Tanto empresas como os trabalhadores estão novamente com dúvidas quanto aos procedimentos trabalhistas legais. Férias? Banco de Horas? Home Office?...Enfim todos preocupados sobre que procedimentos adotar para agir com legalidade. A parceria com o Gilson para a palestra é uma oportunidade de esclarecimentos”, comentou a presidenta do SEAAC, Helena Ribeiro da Silva. 

Luciano Domiciano (Assessoria de Imprensa, 09 de março de 2021)

Seus direitos no momento da vacinação

Imagem Tânia Rêgo/Ag. Brasil

Fonte: Ag. Brasil
As vacinas contra o novo coronavírus começaram a ser aplicadas na população brasileira na segunda quinzena de janeiro. Entre os diversos imunizantes que têm sido desenvolvidos por laboratórios em todo o mundo, os primeiros autorizados no Brasil foram a vacina CoronaVac, do laboratório chinês Sinovac, e a vacina feita pela AstraZeneca em parceria com a Universidade de Oxford. Para ser usada no Brasil, as vacinas precisam ter o aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

Como quantidade de doses importadas e produzidas no país ainda não é capaz de atender a toda a população, a vacinação está sendo feita em etapas, priorizando os grupos mais expostos, como os profissionais de saúde e os de risco, como os idosos.

No entanto, na medida em que a vacinação avança, também foram detectadas fraudes, como o caso de uma enfermeira de Niterói (RJ) que foi indiciada pela polícia por ter simulado a aplicação da vacina em um idoso. Denúncias semelhantes foram registradas em várias partes do país. Por isso, a Agência Brasil ouviu especialistas sobre os direitos do cidadão no momento da imunização.

Direito à informação
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...