sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Mulheres investigam ficha criminal de homens antes de começar relacionamento

Fonte:
G1
Mulheres estão investigando as fichas criminais de homens antes de começar relacionamentos no Espírito Santo. A medida foi adotada por elas para evitarem ser vítimas de violência doméstica.  

Para buscar os antecedentes criminais de uma pessoa, basta acessar o site da Polícia Civil do estado, clicar em 'atestado de antecedentes criminais' e acessar o formulário, que exige alguns dados pessoais da pessoa. 

Também é possível levantar dados de processos no site da Justiça estadual. Nele, é necessário clicar em consulta processual e depois, em consultar processo. Como existem algumas pessoas com nomes iguais, é importante saber o nome da mãe do pretendente.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Estado de SP restringe circulação noturna para evitar propagação da covid-19

Fonte: Ag. Brasil
Por causa do grande número de pacientes internados em unidades de terapia intensiva (UTIs) destinadas à covid-19, que chegou a bater recorde esta semana, o estado de São Paulo vai restringir a circulação das 23h às 5h, diariamente. O objetivo é diminuir a propagação do coronavírus. 

A medida entra em vigor a partir desta sexta-feira (26) e vai até o dia 14 de março. Ela é válida para todos os 645 municípios do estado. Caso julgue necessário, cada prefeito poderá intensificar as medidas, restringindo ainda mais a circulação das pessoas. Uma força-tarefa, formada pela Polícia Militar, Procon e vigilâncias sanitárias, ficará responsável pela fiscalização, com blitze sendo feitas em alguns locais do estado. A população também pode denunciar violações a essa medida e avisar sobre festas clandestinas pelo telefone 0800-771-3541, que é gratuito. Multas poderão ser aplicadas para quem infringir a determinação.

Sem essas ações, o Centro de Contingência estima que, em 22 dias, o estado de São Paulo teria um esgotamento de leitos de UTI para tratamento de pacientes de covid-19.

Aumento nos casos
Na última segunda-feira (22), o estado de São Paulo bateu recorde de casos de covid-19. Nessa data, atingiu-se o maior número de pessoas internadas em UTIs destinadas à doença desde o início da pandemia, com um total de 6.410 pessoas internadas em estado grave. Até então, o número mais alto de ocupação de leitos de UTI havia sido 6.257, número alcançado em julho do ano passado. Hoje, pelo terceiro dia consecutivo, o estado atingiu mais um recorde, com 6.657 pessoas internadas em estado grave no estado. Já há cidades no interior que estão com 100% de ocupação dos leitos para covid-19, sem capacidade para atender mais nenhum doente.

“Na última semana estamos observando aumento importante no número de novas internações no estado de São Paulo”, disse o coordenador do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo, Paulo Menezes. Segundo ele, a média móvel de novas internações cresceu cerca de 10% essa semana em relação à semana anterior e tem batido recordes sucessivos nos últimos dez dias. Isso se deve, em parte, diz o Centro de Contingência, pelas variantes do novo coronavírus que já estão circulando em todo o estado.

“É muito preocupante o que está ocorrendo, e as medidas que estamos tomando são totalmente necessárias para o enfrentamento da pandemia”, disse João Gabbardo, coordenador executivo do Centro de Contingência do Coronavírus em São Paulo.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2021

Bolsa Trabalho

SFT decide que estados e municípios podem comprar vacinas

Câmara aprova MP que facilita compra de vacinas

INSS amplia prova de vida digital para 5,3 milhões de beneficiários

Fonte: Ag. Brasil
O governo ampliou hoje (23) para mais 5,3 milhões de aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) o projeto piloto que permite fazer a prova de vida anual por meio de aplicativo de celular. 

A prova de vida digital é feita por biometria facial e dispensa o comparecimento presencial ao banco em que se recebe o benefício, onde normalmente é feito o procedimento. O projeto piloto foi lançado em agosto e vem sendo expandido desde então.

Para realizar a biometria facial, são usadas as bases de dados do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e do Tribunal Superior Eleitoral. Por esse motivo, o acesso está sendo liberado, no momento, somente para segurados que tenham carteira de motorista ou título de eleitor, informou o INSS.

A prova de vida digital está disponível no aplicativo MeuGov.br, que concentra em um login único diversos serviços do governo. A ferramenta pode ser baixada em celulares com sistema operacional Android ou iOS.

O INSS divulgou um passo a passo do procedimento, que pode ser visto no YouTube. O resultado da validação facial pode depois ser consultado no aplicativo Meu INSS.

Mais acessível

terça-feira, 23 de fevereiro de 2021

Curso sobre LGPD supera expectativas

Helena participou de todo o curso

Com a participação de 50 trabalhadores o SEAAC de Americana e Região realizou segunda-feira, dia 22, o Curso sobre LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados), ministrado pelo renomado palestrante Gilson Gonçalves. Das 9 às 13 horas, on-line, Gilson explicou detalhes da LGPD e interagiu com os participantes, tirando dúvidas e esclarecendo pontos da Lei. A presidenta do SEAAC, Helena Ribeiro da Silva, participou de todo o curso e parabenizou os trabalhadores que se inscreveram. “Se qualificar profissionalmente é muito importante, num mercado de trabalho tão disputado e enxuto como o brasileiro. O SEAAC sempre teve esta preocupação de promover seminários, palestras e cursos que ajudem os profissionais das categorias que representa”, observou. 

A presidenta também lembrou que o curso on-line é uma forma de prosseguir com as atividades em tempos de Pandemia, garantindo formação sem descuidar da necessidade de isolamento social. “Creio que o curso superou as expectativas dos participantes. Foram mais de 100 inscrições”. E anunciou: “Em breve estaremos realizando outro curso abordando tema atual e importante para o dia-a-dia dos trabalhadores”. 

Luciano Domiciano (Assessoria de Imprensa, 23 de fevereiro de 2021)

Enquanto vacina continua sob impasse, mortos chegam a 250 mil

Vagas para recenseadores

Registro definitivo para vacina da Pfizer

Chuvas estragam doses de vacina contra a covid-19 em cidade de Minas

Fonte: Ag. Brasil
Imagem: Corpo Bombeiros MG
As chuvas que mataram ao menos cinco moradores de Santa Maria de Itabira, na região central de Minas Gerais, no último fim de semana, também estragaram doses das vacinas contra covid-19 que a Secretaria Municipal de Saúde recebeu para imunizar grupos prioritários (idosos, profissionais de saúde e idosos que vivem em instituições de longa permanência). 

Segundo a secretária de saúde do município, Janaína Machado dos Santos, a água e o barro que invadiram a Unidade Básica de Saúde (UBS) Lincoln Martins Moreira penetraram no refrigerador onde os frascos de vacina estavam armazenados. 

“Perdemos todas as vacinas que ainda tínhamos guardadas”, disse a secretária à Agência Brasil. A quantidade de doses perdidas ainda está sendo contabilizada, mas, para Janaína, qualquer perda, por menor que seja, significa um enorme prejuízo, principalmente diante da escassez do produto. 

De acordo com Janaína, os frascos inutilizados fazem parte do lote com que a prefeitura previa começar a vacinar os primeiros idosos da zona rural da cidade, localizada a cerca de 150 quilômetros de Belo Horizonte.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021

Polícia indicia técnica que não aplicou a vacina em idoso

Imagem: Tânia Rêgo/AG BR
Fonte:
Ag. Brasil
A técnica de enfermagem que deixou de aplicar a dose da vacina contra a covid-19 em um idoso de 90 anos no posto drive thru de Niterói, na região metropolitana do Rio, foi indiciada pela Polícia Civil por peculato e infração de medida sanitária. 

A profissional chegou a espetar a agulha no braço do idoso, mas não pressionou o êmbolo da seringa para injetar o imunizante. Em vídeo feito por parentes dele, uma pessoa da família pergunta se a vacina foi realmente aplicada e a profissional confirma. Na repetição da pergunta, ela responde “Oxe”, como que reafirmando a imunização. segundo mostra o vídeo.

Para o delegado Luiz Henrique Pereira, responsável pelo inquérito na 76ª DP, em Niterói, e autor do pedido de indiciamento, a técnica de enfermagem tinha consciência do que fazia. “A análise do vídeo deixa claro que ela estava consciente de que não estava aplicando a vacina, até porque ela foi alertada e questionada pela família e respondeu de forma irônica. Então, tenho certeza de que ela tinha consciência do que estava fazendo”, afirmou o delegado, em entrevista à Agência Brasil.

Segundo o delegado, no depoimento que prestou, na 76ª DP, a profissional disse que isso nunca ocorreu nos 10 anos de carreira e que não sabia explicar a falha. “É tentar explicar o inexplicável. Não tem explicação. A pessoa deixou de apertar o êmbolo da seringa. Não tem como, não tem explicação e ainda furou o braço do idoso de 90 anos de idade”, completou.

Outro fato que chamou atenção foi o desaparecimento da seringa após o uso no idoso. “O material também não foi encontrado e a gente tem de concreto que foi desviado. O intuito do que ela queria fazer até o momento a gente não pode informar”, revelou, acrescentando que também prestaram depoimento a coordenadora da vacinação em Niterói e o acompanhante do idoso.

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

SEAAC: Curso sobre LGPD tem mais de 100 inscritos

Palestrante Gilson Gonçalves


O SEAAC promove dia 22 de fevereiro, das 9 às 12 horas, o “Curso sobre a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)”, ministrado pelo professor Gilson Gonçalves, palestrante vencedor de vários prêmios no Brasil. No total 102 trabalhadores se inscreveram para as 50 vagas disponibilizadas. Com o número excedente de inscritos, foi respeitada a ordem de solicitação. O curso será on-line pelo aplicativo “Zoom”. 

Os trabalhadores associados participam gratuitamente. Os não associados pagam uma taxa de R$ 120,00. “É nossa tradição colaborar na formação profissional das categorias que representamos. E agora voltamos a oferecer esta importante ferramenta para o crescimento profissional e pessoal”, comentou a presidenta do SEAAC, Helena Ribeiro da Silva. 

O texto da LGPD entrou em vigor no ano passado. A lei foi criada para promover a proteção dos dados pessoais. As sanções para o descumprimento entram em vigor em agosto, com punições que podem chegar a 2% do faturamento da empresa até o limite de R$ 50 milhões. 

Luciano Domiciano (Assessoria de Imprensa, 18 de fevereiro de 2021)

ADS é a nova força do sindicalismo mundial

 
Desde abril de 2017, o Secretário de Relações Internacionais da Força Sindical, Nilton Neco, ocupa a Secretaria Geral da Alternativa Democrática Sindical (ADS), após Congresso realizado em Bogotá, Colômbia. A direção da ADS é formada por um Conselho Executivo, composto por treze dirigentes, que é responsável pela ação política da entidade, além da Junta Diretiva Continental, mais ampla. A ADS aglutina representantes de 26 organizações sindicais e está presente em 15 países.

Imunidade pós-vacina pode demorar semanas

Metade dos pais não confia na segurança sanitária de escolas públicas


Fonte: Ag. Brasil
Quase metade (49%) dos pais de estudantes de escolas públicas municipais e estaduais não confia na capacidade da instituição de se adequar às normas de segurança sanitária para evitar o contágio da covid-19 no retorno às aulas presenciais. Apenas 19% disseram que “confiam muito” na capacidade da escola neste quesito e 31% “confiam um pouco”. Em setembro, o índice dos que não confiavam na segurança sanitária da escola era de 22%. 

Em relação ao comportamento dos estudantes, 43% dos pais não confiam que os alunos cumprirão os protocolos de segurança – índice era de 24% em setembro. 
Desde o ano passado, escolas de Norte a Sul do país foram fechadas e as aulas, suspensas em virtude da pandemia de covid-19.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2021

Volta às aulas presenciais exige motivação dos estudantes


Fonte: Ag. Brasil
Após quase um ano de portas fechadas por conta da pandemia do novo coronavírus, o mês de fevereiro marca a reabertura de escolas na maioria dos estados. No entanto, o retorno das aulas tem sido cercado de protocolos de segurança e higiene. Algumas escolas começaram apenas com o ensino remoto e, gradativamente, irão retornar as atividades na escola. Outras começaram de forma híbrida de aulas: parte virtual, parte presencial. 

Neste momento, além dos cuidados com o distanciamento social, higiene constante das mãos e uso de máscara para minimizar o risco de transmissão do novo coronavírus, é preciso também ter um cuidado especial com a parte emocional de cada estudante, já que muitos voltam desmotivados e com perdas de aprendizado. 

Segundo dados do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), cerca de 44 milhões de crianças e adolescentes passaram da sala de aula para o ambiente online devido à pandemia em 2020 no Brasil. Destes, 5,5 milhões não conseguiram continuar o aprendizado em casa, abandonando os estudos.

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2021

Carnaval 2021 – só na política!

Os foliões se mostraram responsáveis e cancelaram o Carnaval. Enquanto isso, Bolsonaro se mantém firme na defesa de sua liberdade e se recusa a usar máscara. A grande festa deste verão é do Centrão.

"Eu sempre achei que o Carnaval fosse a época em que o mundo vira de cabeça para baixo. Em que os loucos tomam, por alguns dias, o poder. E que fosse a única época em que tudo é permitido. Agora, me parece que está tudo permitido, com ou sem Carnaval. 

Fiquei surpreso, admito, com a responsabilidade que os organizadores mostraram ao cancelar a festa. O vice-governador do Rio de Janeiro ainda tentou inventar um Carnaval fora de época, em julho, para compensar as perdas econômicas. Mas os foliões se mostraram firmes, mesmo sabendo do sufoco pelo qual os trabalhadores do Carnaval estão passando. Abdicar de uma parte da própria liberdade em favor do bem comum é um gesto generoso, que é a base do processo civilizatório.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2021

Bancos não terão expediente no Carnaval

Agência Brasil explica: mudanças nas aposentadorias e pensões em 2021


Quem está prestes a se aposentar ou requerer pensão precisa estar atento. A reforma da Previdência estabeleceu regras automáticas de transição, que mudam a concessão de benefícios a cada ano. 

A pontuação para a aposentadoria por tempo de contribuição e por idade sofreu alterações. Regulamentado por uma portaria de 2015, o tempo de recebimento da pensão por morte também mudou na virada do ano. Confira abaixo as mudanças que vigoram desde janeiro.

Aposentadoria por idade
A regra de transição estabelece o acréscimo de seis meses a cada ano para as mulheres, até chegar a 62 anos em 2023. Na promulgação da reforma da Previdência, em novembro de 2019, a idade mínima estava em 60 anos, passando para 60 anos e meio em janeiro de 2020. Em janeiro de 2021, a idade mínima para aposentadoria das mulheres aumentou para 61 anos.

Para homens, a idade mínima está fixada em 65 anos desde 2019. Para ambos os sexos, o tempo mínimo de contribuição exigido está em 15 anos.

Aposentadoria por tempo de contribuição
A reforma da Previdência estabeleceu quatro regras de transição, das quais duas previram modificações na virada de 2020 para 2021. Na primeira regra, que estabelece um cronograma de transição para a regra 86/96, a pontuação composta pela soma da idade e dos anos de contribuição subiu em janeiro: para 88 pontos (mulheres) e 98 pontos (homens).

Na segunda regra, que prevê idade mínima mais baixa para quem tem longo tempo de contribuição, a idade mínima para requerer o benefício passou para 57 anos (mulheres) e 62 anos (homens). A reforma da Previdência acrescenta seis meses às idades mínimas a cada ano até atingirem 62 anos (mulheres) e 65 anos (homens) em 2031. Nos dois casos, o tempo mínimo de contribuição exigido é de 30 anos para as mulheres e 35 anos para homens.

Pensão por morte
O tempo de recebimento do benefício mudou em janeiro, com um ano sendo acrescido nas faixas etárias estabelecidas por portaria do governo federal editada em 2015. A partir deste ano, o pensionista com menos de 22 anos de idade receberá a pensão por até três anos.

O intervalo sobe para seis anos para pensionistas de 22 a 27 anos, 10 anos para pensionistas de 28 a 30 anos, 15 anos para pensionistas de 31 a 41 anos e 20 anos para pensionistas de 42 a 44 anos. Somente a partir de 45 anos, a pensão passa a ser vitalícia. A medida vale para os novos pensionistas. Beneficiários antigos estão com direito adquirido.

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2021

Caco Antibes não saiu de cena. Apenas perdeu a graça.

Trabalhador que recusar vacina pode ser demitido por justa causa, diz MPT

Brasil pode descartar mais de 12,7 bilhões de máscaras de tecido

Empresários se unem para vacinar todos os brasileiros até setembro

Empresários se uniram e criaram um movimento para ajudar a vacinar todos os brasileiros até setembro. É o Unidos pela Vacina.

O grupo vai apoiar o SUS, Sistema Único de Saúde, com soluções de logística e compra de insumos, como seringas, agulhas e também facilitar a distribuição dos imunizantes contra a Covid-19 em todo o país nos próximos 8 meses.

Os empresários também querem ajudar na fabricação dos imunizantes – com auxílio na logística e na solução de problemas da Fundação Oswaldo Cruz, parceira na produção da vacina de Oxford/Astrazeneca, e do Instituto Butantan, que fabrica, no Brasil, a CoronaVac. O Unidos pela Vacina foi anunciado nesta segunda, 8 pela empresária Luiza Helena Trajano, do Magazine Luiza.

“O nosso objetivo é vacinar todos os brasileiros até setembro deste ano. Sim, vacina para todos até setembro deste ano”. A gente não discute política, não procura culpado. A gente discute, sim, como levar a vacina até todas as pessoas do nosso país”, escreveu a empresária nas redes sociais.

O movimento é coordenado pelo Grupo Mulheres do Brasil, que tem mais de 75 mil participantes.

Entidades como a Febraban, Federação Nacional dos Bancos, já anunciaram apoio ao Unidos pela Vacina, que deve divulgar ao longo da semana as ações em todo o país.

Não foi revelado quanto será investido no movimento.

Quebrar resistência

terça-feira, 9 de fevereiro de 2021

Sabe o que é stalking?

As mortes por covid continuam aumentando

Dia da Internet Segura

Bolsonaro recoloca no Planalto assessor demitido por usar avião da FAB


Fonte/Imagem: DW Brasil
Um ano após escândalo tachado de imoral pelo presidente, José Vicente Santini ganha novo cargo importante no governo. Ele é amigo dos filhos de Bolsonaro e havia sido exonerado por usar jato da FAB em viagem à Índia.

Pouco mais de um ano após ter sido exonerado pelo presidente Jair Bolsonaro por usar um jatinho da Força Aérea Brasileira (FAB) em viagem para a Índia, o ex-secretário-executivo da Casa Civil José Vicente Santini foi nomeado secretário-executivo da Secretaria-Geral da Presidência da República, segundo publicado no Diário Oficial da União nesta segunda-feira (08/02).

A nomeação de Santini foi assinada pelo próprio Bolsonaro. Apesar do escândalo com o jatinho e da suposta indignação do presidente na época, que descreveu o uso do avião da FAB por apenas três servidores como algo "imoral" e "inadmissível", o ex-secretário-executivo voltou para o governo em setembro do ano passado quando assumiu um cargo de assessor no Ministério do Meio Ambiente.

Agora, Santini, que é amigo de infância dos filhos de Bolsonaro e chegou ao Planalto por intermédio deles, será o número dois da Secretaria-Geral da Presidência, atualmente comandada interinamente pelo ministro Pedro César Nunes.

Voo polêmico
Santini foi demitido no final de janeiro do ano passado depois que voou numa aeronave da FAB que partiu de Davos, na Suíça, onde participou do Fórum Econômico Mundial, com destino a Nova Déli, onde se reuniu com a comitiva presidencial durante a visita de Estado de Bolsonaro à Índia.

Como número dois da Casa Civil, o ex-secretário-executivo estava na função de ministro interino durante as férias do então ministro Onyx Lorenzoni e optou por usar um avião da FAB em vez de viajar com companhias aéreas comerciais, como fizeram outros ministros.

"O que ele fez não é ilegal, mas é completamente imoral. Ministros antigos foram de aviões comerciais, classe econômica. Eu mesmo já viajei no passado, não era presidente, para Ásia toda de comercial, classe econômica, e não entendi. A explicação que chegou no primeiro momento: 'Ele teve de participar de reunião de ministros por isso…' Essa não, essa desculpa não vale", afirmou Bolsonaro na época.

Após a demissão, Eduardo e Flávio Bolsonaro pediram que Santini ganhasse outro cargo no governo. Assim, ele chegou a ser readmitido no dia seguinte como assessor especial da Casa Civil, mas diante da repercussão negativa, o presidente revogou a decisão.

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2021

Guedes admite auxílio emergencial para metade dos contemplados em 2020

Twitaço!

O que é o IFA?

Pfizer solicita registro definitivo da sua vacina

Fabricante da ivermectina diz que remédio não funciona contra covid-19: Mesmo sem eficácia, vermífugo vem sendo promovido com entusiasmo por Bolsonaro e Ministério da Saúde como parte de "tratamento precoce" contra a covid-19.


Fonte/Imagem: DW BR
A farmacêutica americana Merck, empresa que desenvolveu a ivermectina nos anos 1980 e até hoje é a principal fabricante, afirmou na quinta-feira (04/02) que não existem evidências sobre a eficácia do medicamento contra a covid-19. 

Em comunicado publicado em seu site, a empresa afirmou que, segundo suas análises:

Não há base científica para um efeito terapêutico potencial contra covid-19 nos estudos pré-clínicos. Não há evidência significativa para atividade clínica ou eficácia clínica em pacientes com a doença covid-19.

Há uma preocupante falta de dados de segurança na maioria dos estudos conduzidos para detectar se a ivermectina tem efeito contra a covid-19.

A partir dessas conclusões, a empresa afirma: "Não acreditamos que os dados disponíveis sustentem a segurança e a eficácia da ivermectina além das doses e dos grupos indicados nas informações de prescrição aprovada por agências regulatórias." Assim, o medicamento só deve ser usado para sua função original: como vermífugo usado para promover a eliminação de vários parasitas do corpo, e não como tratamento contra o coronavírus.

Remédio promovido por Bolsonaro
Mesmo sem evidências que apoiem seu uso contra a covid-19, a ivermectina, assim como a hidroxicloroquina – outro remédio ineficaz contra o coronavírus –, se tornou uma das drogas favoritas do governo Jair Bolsonaro. O presidente incentiva regularmente o uso do vermífugo como parte de um "tratamento precoce" contra a covid-19 e o remédio foi incluído nos assim chamados "kit covid" distribuídos pelo governo.

Em janeiro, o Ministério da Saúde chegou a lançar um aplicativo que recomendava o uso de altas doses de ivermectina, até mesmo em bebês. O app saiu do ar após uma enxurrada de críticas. No mesmo mês, Bolsonaro afirmou, sem apresentar dados, que a suposta baixa taxa de óbitos por coronavírus em países africanos tem relação com a distribuição em massa da ivermectina.

O incentivo de Bolsonaro e do Ministério da Saúde levou a uma explosão no Brasil do consumo de ivermectina e outros medicamentos sem eficácia contra covid-19. Um levantamento do Conselho Federal de Farmácia (CFF) mostrou em janeiro que as vendas de hidroxicloroquina duplicaram de 963.596 unidades em 2019 para 2,02 milhões em 2020. Já as vendas da ivermectina cresceram 557%. Segundo levantamento da BBC Brasil. o governo já gastou quase R$ 90 milhões para adquirir carregamentos de cloroquina, hidroxicloroquina e ivermectina, entre outros medicamentos sem efeito comprovado contra covid-19.

Na quinta-feira, durante sua live semanal, Bolsonaro admitiu que a hidroxicloroquina pode ser simplesmente "um placebo" contra a covid-19. "Pode ser que lá na frente falem: a chance é zero, era um placebo. Tudo bem, paciência. Me desculpa, tchau. Pelo menos não matei ninguém", disse.

No entanto, a hidroxicloroquina não é simplesmente um placebo. A bula do remédio lista uma série de possíveis efeitos colaterais, como diarreia, náusea, dor abdominal, falta de apetite, constipação, vertigem, tremor, febre, coceira, lesões de pele, entre outros.

A fabricante adverte, ainda, que o medicamento deve ser usado com cautela em pacientes com doenças hepáticas ou renais e com problemas cardíacos. Além disso, ele é contraindicado para crianças com menos de seis anos. Mesmo assim, o Ministério da Saúde promoveu seu uso até mesmo em bebês por meio de seu aplicativo.

Especialistas igualmente advertem que a política do governo em promover esses remédios sem eficácia tem incentivado uma falsa sensação de segurança entre parte da população, incentivando mais indivíduos a se exporem à covid-19.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2021

Sem doses suficientes, Brasil se cala na OMC para evitar crise com Índia.

Fonte: UOL
Numa mudança de sua postura diante da vulnerabilidade do país diante do abastecimento de vacinas, o Itamaraty optou por permanecer em silêncio durante uma reunião na Organização Mundial do Comércio (OMC), nesta quinta-feira, que tratou da proposta da Índia de permitir a quebra de patentes dos imunizantes.

Brasília, ao lado de países ricos, passou meses bloqueando uma proposta dos indianos e sul-africanos para suspender as patentes de vacinas e permitir que o imunizante seja produzido em sua versão genérica. Sem a patente, vacinas poderiam ser produzidas por laboratórios em outras partes do mundo, acelerando o acesso dos produtos a milhões de pessoas e por preços mais baixos (...) 

A postura de silêncio do Brasil ocorre num momento que, dentro da própria Europa, algumas vozes alertam para os riscos de se manter o monopólio das vacinas nas mãos do setor privado. O bloco, durante a reunião da OMC, insistiu no fato de que quebrar patentes poderia minar os incentivos para que as empresas invistam em inovação e na busca por novas curas.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2021

SEAAC volta a promover cursos: dia 22, “LGPD”

Helena em curso promovido pelo SEAAC: tradição!

O SEAAC promove dia 22 de fevereiro, das 9 às 12 horas, o “Curso sobre a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD)”, ministrado pelo professor Gilson Gonçalves, palestrante vencedor de vários prêmios relevantes no Brasil. O curso será on-line pelo aplicativo “Zoom” e as inscrições podem ser feitas até o dia 17 de fevereiro, às 17 horas, pelo e-mail:
administrativo@seaacamericana.org.br 


Serão disponibilizadas 50 vagas e será respeitada a ordem de inscrição. Os trabalhadores associados poderão participar gratuitamente. Os não associados terão uma taxa de R$ 120,00. “Estamos retomando nossa tradição de colaborar na formação profissional das categorias que representamos. O Gilson é um grande profissional. Há anos ministra cursos para o nosso Sindicato e os trabalhadores voltam a dispor desta importante ferramenta para o seu crescimento profissional e pessoal”, comentou a presidenta do SEAAC, Helena Ribeiro da Silva.

O texto da LGPD entrou em vigor no ano passado. A lei foi criada para promover a proteção dos dados pessoais. As sanções para o descumprimento entram em vigor em agosto, com punições que podem chegar a 2% do faturamento da empresa até o limite de R$ 50 milhões.

Luciano Domiciano (Assessoria de Imprensa, 04 de fevereiro de 2021)

Violência contra idosos

Brasil aposta em mais duas vacinas

O fim melancólico da força-tarefa da Lava Jato no Paraná


Fonte/Imagem: DW BR
Sem alarde ou protestos, núcleo original da operação que sacudiu o mundo político entre 2014 e 2018 é extinto. Casamento tumultuado com bolsonarismo e escândalo de vazamento de mensagens aceleraram declínio. 

O Ministério Público Federal (MPF) do Paraná informou nesta quarta-feira (03/02) que a força-tarefa da Lava Jato "deixa de existir" como núcleo isolado após quase sete anos de atuação. A medida estava prevista desde dezembro.

Desde 1º de fevereiro, uma nova estrutura passou a vigorar, com a responsabilidade dos casos sendo transferida para o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Paraná. Dos 14 procuradores da República que ainda atuavam na força-tarefa da Lava Jato paranaense, quatro passam a integrar o Gaeco do Paraná, com mandato até agosto de 2022. Os outros dez membros da força-tarefa devem continuar a atuar na operação até 1º de outubro, porém sem dedicação exclusiva e a partir de suas lotações de origem. Nenhum desses procuradores está baseado em Curitiba, que sediou a força-tarefa por mais de meia década

Alessandro José de Oliveira, que coordenava a força-tarefa de Curitiba, vai assumir o núcleo da Lava Jato no Gaeco paranaense. "O legado da Força-Tarefa da Lava Jato é inegável e louvável considerando os avanços que tivemos em discutir temas tão importantes e caros à sociedade brasileira", disse Oliveira, em nota distribuída pelo MPF.

O texto ainda traz um balanço dos quase sete anos de operação: 79 fases, 1.450 mandados de busca e apreensão, 211 conduções coercitivas, 132 mandados de prisão preventiva, 163 mandados de prisão temporária, 130 denúncias, 533 acusados, 278 condenações. De acordo com o MPF, mais de R$ 4,3 bilhões foram devolvidos por meio de 209 acordos de colaboração e 17 de leniência.

Até o momento, o fim da força-tarefa não gerou movimentação ou protestos nas redes, em contraste com as fases douradas da Lava Jato paranense, quando movimentos mobilizavam militantes nas ruas em apoio à operação. Já o núcleo da Lava Jato no Rio de Janeiro deve ter o mesmo fim em abril, quando seus procuradores serão remanejados para o Gaeco fluminense.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2021

terça-feira, 2 de fevereiro de 2021

SEAAC: Palestra sobre LGPD esgotou número de vagas

Diretor José Carlos participou da palestra on-line

O SEAAC de Americana e Região realizou no último dia 28 de janeiro a Palestra “Giro pela LGPD”, com o renomado professor Gilson Gonçalves. As 100 vagas gratuitas disponibilizadas para os trabalhadores das diversas categorias que o Sindicato representa foram preenchidas. On-line, através do aplicativo Zoom, o evento foi elogiado pelos participantes que puderam interagir e tirar dúvidas com o renomado professor Gilson Gonçalves. 

Na abertura da palestra a Diretora de Administração e Finanças, Gislaine Sacilotto da Silva, disse que o SEAAC retomava a importante missão de oferecer aperfeiçoamento profissional aos trabalhadores e estava satisfeita com a adesão rápida, preenchendo as 100 vagas disponíveis. O empregado do Setor Associativo do SEAAC, Rodolfo Cia, disse que o interesse pela palestra fez com que a diretoria iniciasse tratativas para realizar o Curso sobre LGPD, com conteúdo mais aprofundado.

O QUE É LGPD?
A LGPD é a sigla da Lei Geral de Proteção de Dados. Entrou em vigor em setembro de 2020 e objetiva promover a proteção dos dados pessoais de todo cidadão, estabelecendo novas regras no que diz respeito ao tratamento da privacidade e segurança das informações. Os artigos da LGPD sobre sanções administrativas para quem desrespeitar as regras ainda não estão valendo. Por força da Lei 14.010/20 as sanções entram em vigor a partir de 1º de agosto de 2021. As punições podem chegar até 2% do faturamento com limite de R$ 50 milhões! 

Luciano Domiciano (Assessoria de Imprensa, 02 de fevereiro de 2021)

Teorias da conspiração avançam!

Conta de luz permanece com bandeira amarela em fevereiro

A bandeira tarifária das contas de luz permanecerá na cor amarela em fevereiro, informou nesta sexta-feira (29) a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Com isso, o preço da energia fica em R$ 1,34 para cada 100 quilowatts consumidos por hora. O valor é o mesmo que havia sido estabelecido para janeiro. 

Segundo a agência, apesar de fevereiro ser um mês tipicamente mais chuvoso, os reservatórios das hidrelétricas seguem em recuperação lenta, o que demanda maior contenção do consumo.  

"A combinação de reservatórios baixos com a perspectiva de chuvas abaixo da média histórica sinaliza patamar desfavorável de produção de energia pelas hidrelétricas, pressionando os custos relacionados ao risco hidrológico (GSF)", informou a Aneel.

O sistema de bandeiras é utilizado para gerir o valor cobrado aos consumidores a partir das condições de geração de energia. Quando o quadro piora, a bandeira pode ser alterada em uma escala que vai de verde (sem taxa extra) para amarela (taxa extra de R$ 1,34 por 100 Kw/h) e, no pior cenário, para a vermelha (R$ 6,2 por 100 Kw/h). 

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2021

Iniciada primeira fase do Open Bank

Covax enviará vacinas para a América Latina

Um governo entre a crueldade e a burrice

Fonte/Imagem: DW Brasil/Thomas Milz
Seja no Enem, na anunciada privatização das estatais, na economia ou na gestão da pandemia: Bolsonaro e seus ministros parecem não dar uma dentro, e o país afunda no caos. Seria má-fé ou pura incompetência?

"Nunca atribua à malícia o que pode ser adequadamente explicado pela burrice" – diz o provérbio inglês que ficou conhecido como Navalha de Hanlon. É frequentemente citado para questionar teorias da conspiração. 

A questão da hora é saber se o presidente Jair Bolsonaro está levando o Brasil deliberadamente ao caos ou se tudo não passa de um acidente de percurso. Seja no Enem, na anunciada privatização de empresas estatais, na política econômica ou na luta contra a pandemia: Bolsonaro e seus ministros parecem não estar conseguindo dar uma dentro. Para onde quer que se olhe atualmente, reina o caos no Brasil.

Vejamos outros países: dificilmente alguém duvidaria que os problemas dos países europeus com a aquisição de vacinas contra o coronavírus se baseiam em um mau planejamento, ou seja, em uma espécie de estupidez; quem iria querer acusar os políticos de agir de forma maldosa, ou seja, dificultando conscientemente a compra de vacinas? Mesmo governantes autocráticos tentam ser capazes de mostrar sucesso na luta contra o vírus. Porque deixar o próprio povo sofrer é algo que só os espíritos sádicos ousam fazer.

Maldade ou estupidez?

sexta-feira, 29 de janeiro de 2021

Brasil fez a pior gestão do mundo na pandemia, diz estudo.


Fonte/imagem: DW Brasil
Nenhum país do mundo lidou de forma tão ruim com a pandemia do novo coronavírus como o Brasil, segundo um estudo publicado nesta quinta-feira (28/01) por um instituto australiano. 

O Instituto Lowy, baseado em Sidney, abordou a reposta à crise em 98 países, com base em seis critérios: mortes confirmadas; casos confirmados; casos por cada milhão de habitantes; mortes por milhão de habitantes; casos em proporção à testagem; testes por cada mil habitantes.

Dentro desses critérios, o instituto colocou a Nova Zelândia como o país que deu a melhor resposta à covid-19, com fechamento de fronteiras, lockdowns pontuais e um estrito programa de testagem por parte do governo da social-democrata Jacinda Ardern.

Do outro lado da tabela, em último lugar, aparece o Brasil, com mais de 220 mil mortes confirmadas, provável subnotificação de casos e um governo de extrema direita que, durante toda a pandemia, minimizou seus perigos e ignorou as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Na parte debaixo do ranking, antes do Brasil, aparecem México, Colômbia, Irã, Estados Unidos e Bolívia. Na de cima, a Nova Zelândia é seguida por: Vietnã, Taiwan, Tailândia, Chipre, Ruanda, Islândia e Austrália.

O melhor país latino-americano no ranking é o Uruguai, em 12º. Da União Europeia (UE), a mais bem colocada é a Letônia, na nona colocação. A Alemanha, maior economia do bloco e que conseguiu controlar a primeira onda da covid-19 com relativo sucesso, viu as mortes dispararem desde o fim de 2020 e ocupa apenas a 55ª posição na lista dos 98 países avaliados.

"Alguns países administraram a pandemia melhor que outros, mas a maioria se destacou apenas por um desempenho insatisfatório", diz o estudo.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2021

Após variante e piora na pandemia, especialistas recomendam lockdown em SP

Governo quer novo programa de corte de jornada e salário...

É inacreditável!

Cepa brasileira eleva preocupação mundial com mutações do coronavírus

Fonte/Imagem: DW Brasil

A variante do coronavírus do Amazonas, assim conhecida por ter sido detectada pela primeira vez em pessoas que estiveram no estado brasileiro, ao lado de cepas identificadas no Reino Unido e na África do Sul, aumentaram a pressão sobre governos para rastrear mutações do vírus e endurecer restrições a contatos sociais e viagens. 


A cepa identificada no Reino Unido é mais transmissível que a versão anterior do vírus, o que faz aumentar o número de casos, internações e mortes pela doença, e também pode ser mais letal, mas estudos apontam que ela não afeta a eficácia das vacinas já aprovadas. 

Já as variantes encontradas no Brasil e na África do Sul, além de serem mais transmissíveis, são mais difíceis de serem detectadas por anticorpos, segundo apontam estudos, o que reduz a capacidade de a pessoa infectada combater o vírus e possivelmente a eficácia de medicamentos à base de anticorpos . Estudos preliminares apontam que a cepa sul-africana reduz a eficácia das vacinas disponíveis – ainda não há pesquisas sobre como a variante brasileira se comporta em relação aos imunizantes. 

O surgimento das variantes colocou em evidência um novo gargalo nos sistemas de diagnóstico dos países: a dificuldade de fazer o sequenciamento genético para identificar a linhagem do vírus nas amostras com resultado positivo. Sem isso, as nações ficam às escuras para monitorar a disseminação das cepas. O sequenciamento no Reino Unido, referência nesse quesito, é realizado em até 10% das amostras positivas.

quarta-feira, 27 de janeiro de 2021

ATENÇÃO: Palestra: Vagas preenchidas!

As 100 vagas disponibilizadas gratuitamente pelo SEAAC para trabalhadores associados ou não participarem da palestra “Giro pela LGPD” foram preenchidas. A palestra acontece nesta quinta-feira, 28 de janeiro, às 19h30. Será ministrada on-line pelo renomado Gilson Gonçalves!

Exemplo para nossos políticos.

Governo federal aprova auxílio emergencial para 196 mil pessoas

Fonte: Ag. Brasil
O governo federal vai pagar, na próxima quinta-feira (28), mais de R$ 248 milhões de auxílio emergencial para 196 mil pessoas. A portaria do Ministério da Cidadania foi publicada hoje (26) no Diário Oficial da União, após análise das contestações e revisões decorrentes de atualizações de dados governamentais. 

O grupo de beneficiários inclui cerca de 191 mil pessoas que contestaram a suspensão do benefício no site da Dataprev, entre 7 e 16 de novembro e entre 13 e 31 de dezembro de 2020, além de 5 mil pessoas que tiveram os pagamentos reavaliados em janeiro de 2021. Elas receberão de uma só vez todas as parcelas a que têm direito. 

De acordo com o ministério, entre as 196 mil pessoas, há 8,3 mil que receberão a segunda, a terceira, a quarta e a quinta parcelas do auxílio emergencial. Outras 40,9 mil pessoas receberão as três últimas parcelas. Uma terceira faixa, de quase 68,1 mil cidadãos, receberá a quarta e a quinta parcelas. Por último, 78,3 mil vão embolsar somente a quinta parcela. 

Os recursos serão depositados na poupança social digital da Caixa e já estarão disponíveis no dia 28, tanto para movimentação por meio do aplicativo Caixa Tem, quanto para saques e transferências para outros bancos.

terça-feira, 26 de janeiro de 2021

Máscara e isolamento continuam sendo essenciais.

Insumos para a CoronaVac devem chegar dia 3/fev

Arrecadação federal cai 6,91% em 2020

Fonte: Ag. Brasil
Imagem: Marcello Casal
A queda da atividade econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus (covid-19), aliada às desonerações para ajudar pessoas físicas e empresas, fizeram a arrecadação federal cair no ano passado. Segundo a Receita Federal, a União arrecadou R$ 1,479 trilhão em 2020, recuo de 6,91% em relação ao ano anterior, descontada a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). 

O valor veio acima do esperado pelas instituições financeiras. Segundo o relatório Prisma Fiscal, pesquisa mensal divulgada pelo Ministério da Economia, os analistas de mercado esperavam que a arrecadação fechasse 2020 em R$ 1,461 trilhão. Com o resultado em 2020, a arrecadação federal registrou o nível mais baixo desde 2010, em valores também corrigidos pelo IPCA. 

Apesar da queda no acumulado do ano, a arrecadação federal reagiu em dezembro. No mês passado, a União arrecadou R$ 159,065 bilhões, com alta de 3,18% em relação a dezembro de 2019. O resultado foi o melhor para o mês desde 2013, descontada a inflação. O valor foi superior ao projetado pelas instituições financeiras, que estimavam arrecadação de R$ 150,068 bilhões, de acordo com o Prisma Fiscal.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

Como contribuir para o INSS por conta própria

Furando a fila da vacina!

Parcela de brasileiros que quer se vacinar volta a crescer


Fonte/Imagem: DW Brasil
O número de brasileiros que pretende tomar uma vacina contra o novo coronavírus aumentou, segundo pesquisa Datafolha divulgada neste sábado (23/01). O levantamento aponta que 79% dos entrevistados afirmaram que querem se vacinar. Outros 17% disseram que não querem tomar vacina. E 4% declararam que não sabem. 

O percentual de brasileiros que querem tomar a vacina é mais alto do que no último levantamento do Datafolha. Em dezembro, 73% afirmaram que pretendiam se vacinar. Outros 22% disseram que não queriam receber o imunizante. 

A pesquisa de dezembro havia exibido um aumento significativo no percentual de brasileiros que rejeitavam a imunização. Em um levantamento anterior, em agosto, eles não passavam de 9%. 

A pesquisa anterior também mostrou que a resistência era maior entre os apoiadores de Jair Bolsonaro. No levamento deste sábado, a tendência se repetiu. 

Entre os brasileiros que avaliam o governo Bolsonaro como ruim ou péssimo, 88% afirmaram que querem se vacinar. Entre os que consideram o governo ótimo ou bom, o percentual cai para 68%. 

Há meses o presidente de extrema direita vem alimentando desconfiança infundada sobre os imunizantes, preferindo apostar em medidas ineficazes como o desacreditado "tratamento precoce" com hidroxicloroquina. Bolsonaro também repetiu várias vezes nos últimos meses sem nenhuma base científica que a pandemia estava chegando ao fim.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Governo divulga calendário de pagamentos do Bolsa Família em 2021


Fonte:
Ag. Brasil
O Ministério da Cidadania divulgou nesta segunda-feira (11) o calendário anual de pagamentos dos benefícios do Programa Bolsa Família para 2021. As informações foram publicadas no Diário Oficial da União. Em janeiro, o pagamento será feito entre os dias 18 e 29. 

Programa com 14 milhões de famílias inscritas, o Bolsa Família paga os beneficiários conforme o dígito final do Número de Identificação Social. Os depósitos ocorrem sempre nos dez últimos dias úteis de cada mês. As datas já haviam sido divulgadas pela Caixa Econômica Federal, responsável por operar o Bolsa Família. Confira o calendário. 

Migração 
Em dezembro, a Caixa começou a migração dos beneficiários que ainda sacam o Bolsa Família exclusivamente com o Cartão Cidadão para a conta poupança social digital. Usada no pagamento do auxílio emergencial, a conta poupança permite o pagamento de boletos e de contas domésticas (como água, luz e gás).

quinta-feira, 21 de janeiro de 2021

SEAAC promove palestra gratuita: “Giro pela LGPD”

Gilson Gonçalves; mais de 4.200 palestras!


O SEAAC de Americana e Região está retomando seu trabalho de capacitação profissional. No próximo dia 28 de janeiro vai oferecer a Palestra “Giro pela LGPD”, com o renomado professor Gilson Gonçalves. Serão 100 vagas gratuitas para os trabalhadores interessados das diversas categorias que o Sindicato representa. A palestra, devido à Pandemia, será on-line, através do aplicativo Zoom, a partir das 19h30. As inscrições podem ser feitas até o dia 27 de janeiro pelo e-mail administrativo@seaacamericana.org.br. Assim que a inscrição for efetuada, será oferecido o link para acesso à plataforma. 

LGPD: A LGPD é a sigla da Lei Geral de Proteção de Dados. Entrou em vigor em setembro de 2020 e objetiva promover a proteção dos dados pessoais de todo cidadão, estabelecendo novas regras no que diz respeito ao tratamento da privacidade e segurança das informações. Os artigos da LGPD sobre sanções administrativas para quem desrespeitar as regras ainda não estão valendo. Por força da Lei 14.010/20 as sanções entram em vigor a partir de 1º de agosto de 2021. As punições podem chegar até 2% do faturamento com limite de R$ 50 milhões! 

Gilson Gonçalves: O professor Gilson Gonçalves é especialista em Direito do Trabalho/Previdenciário. Foi consultor do Grupo IOB e hoje é um dos palestrantes nacionais mais requisitados na área trabalhista e de recursos humanos. Em 2001 foi vencedor do Prêmio Nacional “Top of Mind”. Tem mais de 30 livros publicados e soma 4.200 palestras no Brasil e exterior. 

Luciano Domiciano (Assessoria de Imprensa, 21 de janeiro de 2021)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...