.

.

quarta-feira, 18 de junho de 2014

Por que o Fuleco anda sumido dos estádios?

Quando Jérôme Valcke anunciou, em 2012, o tatu-bola como mascote da Copa, exaltou que o bicho, mais que um símbolo, representava o legado de "proteger a natureza". 

Um ano e meio depois, a Fifa não destinou um centavo para preservá-lo. Coincidência ou não, o Fuleco anda sumido nos estádios da Copa e não apareceu nem mesmo na cerimônia de abertura do Mundial.

Quer saber por que?

0 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...